top of page
Buscar
  • Guida Bittencourt

Desculpas a quem se sentiu ofendido

O pedido de desculpas de pessoas famosas tem se consagrado como uma fórmula pronta. Esse é o mote que o comediante @oyurimarcal explora muito bem carregando seu tweet de ironia.

.

O que acontece é que "desculpar-se" é uma ação que fazemos por meio da linguagem, um ATO DE FALA. Austin foi o filósofo que sacou, em 1962, que as palavras às vezes fazem mais do que descrever: elas criam. Quando um padre batiza uma criança, ele precisa dizer "eu te batizo". Claro que o "cenário" precisa estar todo lá, mas sem as "palavras mágicas" o batizado não acontece. O mesmo vale para casamentos, formaturas e situações cotidianas, como apostas, desafios, acusações, perdões e, é claro, pedido de desculpas. Para que o ato se realize, ele precisa ser falado.

.

Então, se alguém não te falar textualmente "me desculpa!", você sentiria que a pessoa se desculpou? E se você não ouvir um "eu te desculpo", você se sente desculpado?

.

Um destaque importante, que coloca em cena a interface da pragmática com o discurso é o fato de que isso acontece sempre em um determinado contexto. A posição-sujeito de quem pede as desculpas ~~ para quem se ofendeu, desvela uma assimetria das relações: isso se dá de cima para baixo. É o tal do jogo de imagem que o Pêcheux enuncia: quem eu sou (no jogo) para falar assim com você; quem você pensa que eu sou para lhe falar assim; quem eu penso que você pensa que eu sou... Enfim. Há nesse jogo especular a valoração (positiva ou negativa) de quem fala e para quem fala. Ao circunscrever a ‘quem se ofendeu’, o enunciador se afasta da posição de ofensor, e se coloca numa posição de mediador, de conciliador. Pelas reações que vemos, sem sucesso, no entanto. A intenção é frustrada pela dinâmica da língua.

.

Você também sente que esse pedido de desculpas é com dedinhos cruzados atrás das costas 🤞🤞 e não satisfaz as condições necessárias pra acontecer de fato?

.

Post escrito a 6 mãos: eu, @marinalegroski e @_guidabitt.

(publicado originalmente no instagram da @profe.luana, confere lá!)


230 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page